Pessoas fazendo análise de custo

Saiba como fazer uma análise de custos promissora e eficaz

A análise de custos é um suporte gerencial e uma estratégia de custeio que as organizações utilizam para ter uma noção mais exata dos gastos atribuídos na produção de seus bens e serviços.

É o ponto inicial para a viabilidade de qualquer negócio e é imprescindível para o crescimento e o sucesso das empresas, podendo ser chave para diversos problemas relacionados à gestão financeira de uma organização. 

Ainda hoje, muitos empreendedores não se dão conta, mas poderiam evitar diversas dores de cabeça na gestão financeira e ainda alavancar o seu negócio, caso dessem uma importância maior à análise de custos e se interessassem mais em aprender a como fazer uma análise dessa natureza.

Muitas vezes, ela é vista como complexa e sua complexidade acaba sendo um dos fatores que distanciam os gestores a colocarem a análise em prática na empresa. Porém, essa negligência impede a estruturação de um sistema de custeio adequado capaz de garantir uma gestão financeira eficiente e saudável

Ficou interessado no assunto? Se sim, esse post foi feito para ajudar você nessa importante tarefa. Acompanhe! 

O que é a análise de custos?

Trata-se da análise de como os custos da organização se comportam

É uma estratégia de custeio adotada pelas empresas que desejam ter um maior conhecimento e exatidão dos gastos da produção de bens e serviços de um determinado período.

É através dela que é possível identificar lacunas de melhorias e ineficiências, de maneira a otimizar a metodologia de custeio da empresa.

Nela é feita a análise dos custos fixos e variáveis e também dos custos diretos e indiretos. Geralmente, essa análise de custo é realizada com maior rigor em relação aos custos indiretos, visto que é necessário fazer uma mensuração utilizando algum critério de rateio e os custos fixos são considerados mais fáceis e simples de serem identificados. 

A análise pode ser realizada por diversos métodos de custeio, sendo que os três mais comuns são: 

  • custeio por absorção;
  • custeio direto ou variável;
  • custeio baseado em atividades.

Conceitos importantes para análise de custos

Para detalharmos melhor o processo de análise de custos, é necessário entender alguns conceitos e nomenclaturas da área, principalmente o que são os custos, assim é possível defini-lo como os gastos que agregam valor ao produto ou serviço ofertado.

Tipos de custos

Custos fixos

Como o próprio nome sugere, os custos fixos são aqueles que se mantêm fixos independente do volume de produção. Ou seja, não variam conforme a quantidade produzida ou vendida. Por mais que o ritmo de produção e vendas possam oscilar, esses valores são mais estáticos. 

São exemplos de custos fixos: energia elétrica, limpeza, aluguel, internet, telefonia.

Custos Variáveis

São os gastos que acompanham o ritmo de produção da empresa, onde sofrem alterações conforme o volume de vendas ou da prestação de serviços. Por exemplo: matérias-primas, embalagens, comissões

Custos Diretos

São os gastos atribuídos aos produtos ou serviços que a organização oferece no segmento em que atua. Ou seja, são aqueles custos que estão diretamente ligados à produção e incluídos nos cálculos que são feitos para se chegar ao valor final do produto ou do serviço oferecido.

Custos Indiretos

São aqueles que não estão ligados à atividade-fim realizada pela empresa. São custos que interferem na produção, seja do produto ou do serviço, mas que não têm relação direta com estes e não estão inclusos no valor final do produto ou serviço. 

Quais os benefícios da análise de custos?

A análise de custos é fundamental para conceder as informações necessárias a respeito dos gastos produtivos e, também, da rentabilidade empresarial

Essas informações possibilitam tomadas de decisões mais assertivas e um controle de gastos adequado para a sua empresa. 

Além disso, a análise de custos possibilita também avaliar detalhadamente cada custo produtivo e verificar quais cortes são necessários em um momento de crise ou para aumentar a margem de lucro. 

A seguir mais alguns benefícios da análise de custos:

Classificação mais precisa dos custos

Além da organização e melhor estruturação financeira, a classificação só traz reflexos positivos para a empresa. Além de possibilitar a identificação de falhas de custeio, desenvolve subgrupos de custos mais refinados, insere custos pontuais em categorias mais precisas e possibilita também uma precisão maior nos dados utilizados na análise de custos.

Melhor alocação de recursos

Para se manter competitivo no mercado, é necessário saber alocar bem os recursos. É preciso ser estratégico, aplicando cada centavo de forma inteligente. Para isso, a análise de custos é fundamental.

Com rotinas de controle organizadas adequadamente, relatórios mais precisos e simplificados, é possível reduzir o desperdício de recursos financeiros com custos que podem ser cortados ou, no mínimo, reduzidos, possibilitando assim até mesmo novos investimentos. 

Agilidade no diagnóstico financeiro

Com a análise de custos são geradas informações importantes para o diagnóstico financeiro. Sendo assim, é possível identificar inconsistências e resolver problemas com muito mais rapidez, diminuindo perdas de recursos físicos, humanos e, principalmente, financeiros.

Passo a passo de como fazer um análise de custos eficaz

A primeira ação a ser realizada para análise de custos é controlar.

Uma boa gestão concentra-se em controlar tudo que envolve a produção do seu produto e/ou serviço. E com os custos não devem ser diferentes. 

A análise de custos irá verificar o quanto a empresa é capaz de registrar suas saídas de capital, escriturando-as de uma maneira tal que se torne possível afirmar com precisão quanto a empresa gasta na sua operação.

Defina a unidade de análise

O primeiro passo para uma análise eficaz é a definição da unidade de análise. Geralmente medem-se os custos em dinheiro, mas podem ser apurados em tempo, energia e outras variáveis que vão além das finanças.

Identifique os objetivos esperados

Embora o propósito de qualquer análise de custos seja demonstrar se houve mais ganhos do que perdas em um negócio, é necessário identificar se é esse o principal objetivo da sua análise ou se existem outros além desse. Assim, é mais fácil levantar as informações e analisá-las de acordo com seus objetivos. 

Saiba onde e são os seus recursos

Não basta apenas entender o conceito de custos fixos, variáveis, diretos e indiretos, é necessário conseguir identificá-los dentro da sua empresa. Para isso, é necessário ter uma visão panorâmica da empresa reconhecendo todos os custos envolvidos e então encontrar custos que não agregam valor ao produto ou serviço para que seja ajustado de acordo com os objetivos da organização.  

Defina o método de custeio mais adequado para sua empresa

Esse passo dependerá das características da estruturação da sua empresa. 

Conforme citado acima, existem três métodos de custeio e é necessário aplicar algum desses métodos de controle e gerenciamento que forneçam em detalhes e de forma constante em planilhas e registros organizados, como estão as operações financeiras da empresa.

  • Custeio por absorção – considera todos os custos envolvidos na produção de um produto ou serviço, sendo eles fixos, variáveis, diretos ou indiretos. Nesse método, os gastos são distribuídos ou rateados por todos os produtos, ou serviços.
  • Custeio direto ou variável – considera apenas os custos diretos de produção de um determinado período. Esse método de custeio tem como objetivo separar com clareza os custos em fixos e variáveis.
  • Custeio baseado em atividades – também conhecido como método ABC, considera separadamente diversas atividades da empresa, identificando os custos envolvidos em cada processo. Consideram-se os recursos, atividades e também o produto/serviço. As atividades desenvolvidas na produção do bem ou serviço são direcionadores de custos.

Conclusão

Uma análise de custos eficaz pode aumentar o potencial competitivo de uma empresa no mercado, possibilitando enfrentar eventuais crises econômicas de forma mais segura, melhorando a produtividade, reduzindo os custos e consequentemente atingindo melhores resultados.

Avalie qual é o perfil da sua empresa e o método de custeio mais apropriado para o seu negócio e coloque já em prática. Vale salientar que o método pode variar de acordo com o segmento, tipo de produção, entre outros fatores. Por isso, avalie com cuidado.

Existem diversas maneiras de realizar uma análise de custo eficiente e cada empresa deve encontrar o melhor método para o seu negócio. Por isso é fundamental investir tempo em análises profundas e corretas e também contratar uma equipe especializada para essa demanda. 

Vamos lá, inicie agora mesmo a análise de custo na sua empresa!

Banner 05

John Doe

John Doe

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipiscing elit dolorLorem ipsum dolor sit amet consectetur adipiscing elit dolorLorem ipsum dolor sit amet consectetur adipiscing elit dolor


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *