Pessoa analisando o controle financeiro empresarial

O Guia completo do controle financeiro Empresarial

O pesadelo do empreendedor é não saber se sua empresa tem dinheiro para pagar todas as despesas do mês e se afogar em dívidas. 

Um erro bastante cometido no meio empresarial é o de não controlar e planejar as finanças da sua empresa. Ato que deveria ser iniciado com o nascimento do negócio.

Para se ter ideia da gravidade do erro, de cada quatro empresas, uma fecha antes de completar dois anos de existência.

O Brasil é um dos países que mais se empreende no mundo. Infelizmente essa alta no empreendedorismo é reflexo da alarmante taxa de desemprego, por isso as pessoas optam por empreender. 

Nesse cenário, pessoas sem experiência em gestão têm sido colocadas na posição de empreendedores, sendo forçados a lidar com os  resultados financeiros e estratégicos de uma empresa.

Gerenciar as finanças de uma empresa é uma tarefa desafiadora, mas essencial para a existência de um negócio. 

Ensinaremos nesse post, um guia completo de como realizar um controle financeiro eficiente para sua empresa. Continua lendo. 

Qual a importância de um Controle Financeiro bem estruturado?

Boa parte do sucesso de uma empresa tem relação com suas finanças. 

O controle financeiro empresarial funciona como um controle geral da parte financeira e contábil da sua empresa e no universo da gestão é um dos pilares mais importantes. 

É uma ferramenta que tem como principal objetivo ser responsável pelo planejamento financeiro da empresa, auxiliando para que as tomadas de decisões sejam mais assertivas e lucrativas.

É o controle financeiro que determina com exatidão dados como: orçamentos, custos, despesas, investimentos, fornecedores, vendas e compras.

Imagine o quanto será triste se todo o esforço que foi investido inicialmente no negócio for perdido por um descuido no controle financeiro. E será ainda mais doloroso se nessa situação não houver nenhuma reserva ou sócio com muito recurso para reverter a situação da empresa, não é mesmo?!

Portanto, para que sua empresa se mantenha competitiva no mercado, é importante garantir o equilíbrio do caixa, evitando surpresas e dificuldades de gestão ou até mesmo a inviabilidade do negócio. Um bom controle financeiro pode ser a solução para todos esses problemas.

Saiba como fazer o Controle Financeiro da sua empresa

Para que as finanças da empresa estejam em crescente prosperidade, é necessário que elas estejam como prioridade. 

A organização financeira compreende o conjunto de procedimentos relacionados ao planejamento, à análise, à execução e ao controle de atividades financeiras. 

Tendo uma rotina baseada na busca de conhecimento e na organização do seu tempo para que as atividades de gestão financeira sejam sempre priorizadas, os resultados financeiros melhorarão e o patrimônio empresarial poderá aumentar e como consequência: lucros mais elevados.

Para iniciar o processo de controle financeiro, o primeiro passo é conhecer a situação atual do negócio. Dessa forma, você será capaz de identificar possíveis problemas que demandem intervenção ao longo do processo. 

De nada adiantará um produto diferenciado e/ou um serviço que resolva o problema de muitos clientes, se não houver conhecimento da situação real da empresa.  Além do que a falta de gerenciamento empresarial é fato que envolve uma gestão ineficiente. 

Nesse contexto, é fundamental iniciar o processo de controle financeiro para direcionar os resultados da empresa para um nível bem mais alto e positivo. 

Reunimos aqui, passos essenciais para realizar o controle financeiro e manter sua empresa saudável financeiramente, garantindo assim a competitividade do seu negócio no mercado.

Pessoa se organizando para ter um controle financeiro empresarial
Foto de Polina Zimmerman no Pexels

Conheça bem o seu negócio

Conhecer bem a sua empresa é o primeiro passo para iniciar o processo de controle financeiro, para realizar também um melhor gerenciamento dos recursos e ter em mãos informações para que as suas decisões sejam mais focadas e assertivas. 

Até porque não dá para imaginar um gestor tomando decisões “no escuro”, não é mesmo?!

Saber a hora de investir, a hora de aumentar as vendas, de diminuir as despesas e até mesmo de reduzir a produção. O equilíbrio financeiro depende de informações como essas e somente um gestor que conhece muito bem seu negócio saberá.

É fundamental realizar um levantamento considerando diversas informações: saber qual a previsão de retorno do investimento, qual o percentual de lucro esperado, qual o capital de giro necessário para iniciar e manter as atividades, qual o limite de saídas para não deixar a contabilidade em situação crítica ou até mesmo negativada e tantos outros aspectos que influenciam no equilíbrio financeiro do negócio.

É através desse diagnóstico que a empresa conseguirá mapear suas necessidades, não somente financeiras, mas, relacionada a toda operação da organização. Além de conseguir visualizar os pontos fortes e as fraquezas da empresa, buscando soluções que possam minimizá-los.

Tudo isso irá interferir na sua capacidade de manter-se equilibrado e saudável, assim como terá impacto no crescimento do seu negócio.

Faça um bom planejamento

Não engavetar ou deixar de lado o diagnóstico realizado anteriormente é o próximo passo que deve ser seguido. 

Embora tenhamos ciência de que tudo pode mudar, considerando o cenário econômico do país, estar munido de informações essenciais para o desenvolvimento da empresa auxiliará em decisões mais sensatas. 

O levantamento realizado na etapa anterior, será a base de informações para que consiga elaborar um bom plano de ação. 

Esse plano tem como objetivo a proatividade do controle financeiro na sua empresa. 

Nele deverá conter fluxos financeiros, estimativas de gastos e ganhos, além de metas a serem atingidas e também os investimentos que poderão ser realizados. 

O resultado dessa etapa será um planejamento estratégico a ser colocado em prática no qual será possível identificar a necessidade de ajustes no percurso, com orçamentos e planos táticos, contendo projeções de receitas e despesas, metas de remuneração variável, estratégias de preço e de investimentos.

Tenha um controle

Planejamentos são elaborados para serem executados. E nessa execução um fator muito importante para que nada saia da rota traçada é o controle. 

No mundo financeiro, não é diferente. 

Embora o planejamento seja de um período mais longo, geralmente de 12 meses, o ideal é que o acompanhamento seja realizado por ciclos, preferencialmente no período mensal

Grandes intervalos podem gerar improvisos que afetarão negativamente o seu controle financeiro, devido a situações que não foram identificadas a tempo de serem reversíveis. 

Quando se trata de movimentações e transações financeiras que englobam receitas e despesas, o período deverá ser ainda mais curto, de preferência diária. Já na análise de resultados do negócio – lucratividade e rentabilidade, o trabalho pode ser semestral.

O segredo de uma empresa de sucesso é o controle que ela tem sobre suas operações. O empreendedor deve controlar tudo de perto, ali a risca ou senão os riscos de fracasso e endividamento aumentarão e com isso além do impacto no caixa da empresa, impactará em todos os demais setores. Afinal de contas, não é possível operar e crescer sem recursos financeiros. 

Dicas extras para seu controle financeiro

Um controle financeiro eficiente lida com diversas vertentes e pode até mesmo sobrecarregar o gestor, por isso além de contar com uma boa equipe, é necessário ter como aliado os serviços de contabilidade e boas ferramentas de tecnologia. 

Além disso, podemos contar com várias outras dicas importantes: 

  • Não caia na armadilha de misturar as despesas e dinheiro pessoal com os da empresa. 
  • Crie um fundo emergencial para momentos de crise;
  • Registre todas as movimentações financeiras – isso irá gerar informações relevantes para suas projeções;
  • Invista em tecnologia – isso além de automatizar alguns processos, gerará diversas informações de rápido acesso e te dará mais tempo livre para as demais demandas e análises;
  • Faça um bom controle de fluxo de caixa
  • Entenda os pagamentos e transações financeiras de sua empresa, principalmente os que são recorrentes como por exemplo, a folha de pagamento;
  • Utilize e e compreenda os relatórios e demonstrativos financeiros de sua empresa;

Para finalizar

Agora que você já sabe como deve ser realizado e a importância do controle financeiro para uma organização, não cometa mais o erro de deixar as finanças do seu negócio em segundo plano. Mãos na massa!

Conscientizar-se da importância do conhecimento de vários aspectos da gestão de um negócio: produção, recursos humanos, marketing, logísticas e todos os elementos do controle financeiro empresarial é o que fará com que sua empresa abra vantagem competitiva e torne seu negócio apto a crescer e com bons resultados financeiros. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *