Pessoa fazendo plano de contas

O que é o Plano de contas? Saiba como montar um para sua empresa

Ter clareza nas transações financeiras de uma empresa deveria ser prioridade de qualquer negócio. 

Uma empresa sem plano de contas, é uma empresa que apresenta desorganização nos seus registros financeiros e contábeis, o que acaba impactando negativamente nas suas tomadas de decisões, além de prejudicar o andamento dos diversos documentos e relatórios contábeis. 

Não pensar na estrutura correta das contas é um erro grave bastante cometido pelos empreendedores. 

Mesmo o plano de contas sendo um requisito contábil e também uma poderosa ferramenta de gestão, ainda é muito deixado de lado como uma demanda que não é tão relevante para operação e funcionamento de uma empresa. 

Se sua empresa comete esse erro, ainda é tempo para corrigir. E é aqui mesmo que deverá permanecer caso deseje saber mais um pouco sobre o que é um plano de contas e como aplicá-lo no seu negócio. 

Boa leitura.

O que é o plano de contas?

É uma maneira de identificar as movimentações das contas de uma empresa através de códigos e classificações nos registros de entradas e saídas daquele empreendimento. 

Serve como base para estruturar e elaborar os relatórios contábeis obrigatórios como o Balanço Patrimonial (BP) e a Demonstração do Resultado do Exercício (DRE).   

É um requisito contábil que deverá ser elaborado de acordo com os princípios da Contabilidade e também em conformidade com a Lei  nº 6.404/76 .

Em resumo, trata-se de um compilado de padrões para gerar os documentos auxiliares para uma gestão de alta qualidade. Ou seja, é a classificação e categorização das informações que serão utilizadas para geração dos documentos obrigatórios.

Qual a finalidade e a importância do plano de contas?

Tem como principal objetivo nortear os trabalhos contábeis através dos registros das operações e movimentações da empresa. 

Para que sejam elaborados os inúmeros relatórios, controles e documentos contábeis, o responsável pela Contabilidade da sua empresa precisa agrupar as entradas e saídas, considerando a estrutura legal exigida. Dessa forma, é possível facilitar a identificação de  todas as contas que envolvem a operação da sua empresa.

O plano de contas organiza as movimentações e registros financeiros, contábeis e econômicos da instituição, gerando assim um modelo padrão que poderá ser seguido independentemente do responsável pela demanda ou tarefa.

A padronização permite uma melhor comunicação entre a classificação e identificação das contas fazendo com que cada movimentação tenha o mesmo tratamento, seja ela um relatório, um demonstrativo, um documento e/ou apenas uma transação.

O plano de contas facilita a interpretação de dados gerenciais e contábeis, possibilitando reconhecer falhas ou pontos de melhorias e principalmente agiliza o trabalho da Contabilidade na elaboração dos relatórios.

Benefícios do plano de contas

Como já deve ter percebido, o plano de contas só traz benefícios para uma empresa. Isso se dá desde a otimização de processos até a facilitação da interpretação dos dados.

Para reforçar, abordaremos a seguir 3 benefícios para que possa investir num bom plano de contas.

Otimização de processos

A padronização do plano de contas em todas as movimentações financeiras como saídas e entradas, otimiza o fechamento de relatórios como DRE e Balanço Patrimonial que consequentemente são gerados mais rapidamente e com menos chances de erros ou divergências entres os relatórios.

Apoia decisões gerenciais

Embora a estrutura do plano de contas contábil seja bem diferente do plano gerencial, as informações contidas nele são muito úteis para as tomadas de decisões de qualquer setor da empresa. 

O impacto que ocorre nas decisões quando não há padronização é o risco de interpretação e análise dos dados financeiros equivocados ou incoerentes com a realidade da empresa. Dados que poderão gerar falsos resultados da organização.

Cumpre requisitos fiscais

A Receita Federal exige que os saldos contábeis sejam enviados através da Escrituração Contábil Fiscal de forma padronizada.

Caso seu plano de contas seja diferente do criado pela Receita, é possível realizar os ajustes ao enviar os saldos contábeis. Porém, se sua empresa não tem nenhum plano será muito mais trabalhoso adequar os lançamentos e demonstrações para envio.

A estrutura do planos de contas

Embora não exista modelo ideal quando refere-se a estrutura do plano de contas, existem informações obrigatórias que devem ser consideradas nessa padronização.

O processo de construção é contínuo. Muitas empresas, inicialmente aderem a uma estrutura mais simplificada que vai evoluindo com o crescimento e conforme a empresa irã amadurecendo. 

Outro ponto que interfere na elaboração do plano de contas é a necessidade das informações e detalhamento que irão auxiliar os gestores nas suas tomadas de decisões. 

Entretanto, é fundamental que o plano de contas atenda pelo menos quatro grandes grupos:

  • Ativos
  • Passivos
  • Receitas 
  • Despesas

Ativos

Representa a parte positiva do patrimônio, a fonte de investimentos, as aplicações de recursos. Fazem referência aos bens e direitos da empresa: investimentos, aplicações, contas a receber, movimentação de contas em banco, etc.

Passivos

O passivo representa todos os deveres e obrigações da empresa, sendo a parte negativa do patrimônio como financiamentos e origem dos recursos para a operação.

Receitas

Representa todos os valores recebidos pela empresa pela venda de um produto ou serviço, ou pelo rendimento de investimentos realizados. Além disso, as entradas podem surgir de movimentações que não estão relacionadas diretamente com a operação da empresa, como, por exemplo: aluguéis.

Despesas

São todos os gastos que são necessários para a operação funcionar, mas que não tem vínculo direto com a produção. Por exemplo: pagamentos de fornecedores, funcionários e compra de novos equipamentos.

Plano de contas contábil x Plano de contas gerencial

É necessário entender também a natureza e os tipos de planos de contas. Temos dois tipos principais: o contábil e o gerencial

O plano de contas contábil refere-se à classificação das contas segundo os requisitos das Normas Brasileiras de Contabilidade. Tem como objetivo principal atender as determinações legais do setor em que a empresa atua.

Tratando-se do plano de contas gerencial, geralmente, é elaborado pela equipe do financeiro para viabilizar análises mais assertivas, com objetivo de analisar estrategicamente os resultados do financeiro, econômico e patrimonial da empresa.

E para finalizar

Ter um plano de contas bem elaborado é fundamental para você controlar todas as movimentações financeiras da sua empresa, padronizando as classificações e facilitando uma visão geral que possibilita tomadas de decisões mais assertivas. Além de ser uma obrigação da empresa. 

Não perca mais tempo e organize agora mesmo o seu plano de contas!

Automatizar processos, assegurar a integridade e ter acesso às suas informações são essenciais para uma boa gestão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *