Dicionário do empreendedorismo: 10 termos que todo empreendedor deve conhecer

Neste texto, você vai:

  • Conhecer termos que todo empreendedor deve entender;
  • Conhecer o que significa: Business Plan, ROI, Capital de Giro, Escalabilidade, KPI, Networking, Margem de contribuição, Ponto de Equilíbrio, Endomarketing e Regime tributário.

Quando o assunto é empreendedorismo, muitos podem achar que os brasileiros já nascem sabendo de quase tudo sobre o tema. Porém, na prática não é bem assim! Para alcançar bons resultados, além de foco e determinação, é preciso muito conhecimento, principalmente técnico.

Para conseguir um financiamento, para encontrar um sócio e até mesmo para fazer o negócio crescer, o empreendedor precisa dominar um dicionário que envolve muitos termos, ou melhor, precisa dominar a linguagem empresarial. Para ajudar nessa tarefa, nossos consultores selecionaram 10 termos importantes do empreendedorismo e que você precisa compreender.

Business Plan


Business Plan, nada mais é do que o bom e velho Plano de Negócios. É um documento básico que todo empreendimento deve ter. Se você assiste ao programa Shark Tank, com certeza já viu os “tubarões” questionando os participantes.

Neste documento, como você já viu no post Como montar um Plano de Negócio: 6 passos essenciais, deve constar:

  • Missão, visão e valores da empresa;
  • Análise do Mercado;
  • Análise SWOT;
  • Plano de Marketing;
  • Estrutura organizacional e operacional e muito mais.

Para elaboração de um Business Plan robusto e assertivo, você pode contar com a Inova.

ROI - Retorno sobre o investimento

Representa a relação entre a quantidade de dinheiro ganho com o resultado de um investimento realizado. 

Todo empreendimento envolve risco, cujo nível pode ser maior ou menor a depender do tipo de negócio e do contexto. Dessa forma, é essencial que os empreendedores analisem com cuidado onde estão alocando seus investimentos e se os projetos que têm em mente irão trazer os resultados esperados.

Analisar o ROI é importante, pois isso permite não apenas identificar quais investimentos possuem maior potencial de ganhos, como também planejar as metas comerciais com base em resultados mais atingíveis.

Capital de Giro

Segundo o Sebrae, Capital de Giro “é a diferença entre os recursos disponíveis em caixa e a soma das despesas e contas a pagar”. Ou seja, são os recursos disponíveis para fazer o negócio continuar funcionando.

Escalabilidade

É a capacidade que a empresa tem de produzir em larga escala, mantendo custos reduzidos, com a finalidade de aumentar os ganhos sem que haja perda na qualidade do produto. Com isso, a empresa consegue atingir um público maior, aumentando seu mercado consumidor. Contudo, é importante saber que nem todas as empresas são facilmente escaláveis, é preciso avaliar cada modelo de negócio. Além disso, para que um negócio seja escalável, os processos precisam ser facilmente replicáveis, o que exige muitas vezes um mapeamento nesses processos.

KPI

A sigla corresponde a  “Key Performance Indicator” ou, em tradução livre, “Indicador-Chave de Desempenho”. São indicadores parâmetros, utilizados para medir o desempenho de todos os processos de uma empresa. 

Isso contribui para o monitoramento das metas a serem alcançadas, permitindo aos gestores avaliarem continuamente se as métricas (medidas de desempenho quantificáveis) estão apontando para o rumo certo ou se serão necessárias providências, com o intuito de garantir o alcance dos resultados esperados.

Se quiser saber mais sobre KPI, leia nosso post sobre o tema clicando aqui.

Networking

É um conceito relacionado à rede de relacionamentos que uma pessoa ou empresa possui. Ao atuarem no mercado, os empreendedores lidam diariamente com diversas pessoas e empresas que mantêm relação direta ou indireta com as operações do seu negócio. 

Esse fluxo de interações pode gerar oportunidades de melhorias para a empresa. Por exemplo, pode-se tomar conhecimento sobre fornecedores com preços mais atrativos, resultando em maior poder competitivo para a empresa. Além disso, novos canais de distribuição podem ser alcançados por meio do networking, fazendo com que o faturamento aumente.

Ou seja, muitas parcerias estratégicas podem ser obtidas através do networking.

Margem de contribuição

É uma ferramenta muito utilizada nas análises feitas por gestores. Demonstra a diferença entre o preço de venda e a soma das despesas e custos variáveis de um produto ou serviço. Ou seja, indica quanto sobrou da receita de vendas para contribuir com o pagamento dos gastos fixos da empresa. Para que se calcule corretamente a margem de contribuição, é necessário categorizar de maneira adequada os gastos fixos e variáveis do negócio.

Como exemplo de sua aplicabilidade, a área de marketing da empresa pode traçar estratégias com foco de vendas em produtos ou serviços específicos, com base em relatórios que apresentem a margem de contribuição unitária dos produtos/serviços.

É muito importante conhecer a margem de contribuição dos produtos e serviços de uma empresa, para que se consiga remodelar os preços com maior assertividade e dentro de uma estratégia racional, visando o aumento dos lucros. 

Ponto de Equilíbrio

É a tradução do termo em inglês “break-even-point”. Indica o nível de vendas no qual não há lucro nem prejuízo, ou seja, em que os gastos totais (variáveis + fixos) são iguais às receitas totais. Assim, o ponto de equilíbrio indica a capacidade mínima em que uma empresa deve operar para não ter prejuízo. Por meio desse indicador, é possível tomar decisões estratégicas de curto prazo com mais segurança, garantindo uma operação mais lucrativa.

Endomarketing

É o marketing voltado para o público interno da empresa, ou seja, seus colaboradores. Tem o intuito de informar, gerar conscientização sobre assuntos específicos, bem como aumentar a motivação e o engajamento do time.

Regime tributário

Consiste em um conjunto de regras jurídicas que norteiam o cálculo e o pagamento dos impostos e contribuições aos quais a empresa está obrigada. Dentre os regimes tributários possíveis estão: lucro real, lucro presumido e simples nacional.

É importante identificar qual regime melhor se enquadra para cada empresa, trazendo o menor custo possível com impostos e, claro, sempre observando a lei.

Gostou desse post? Sabia que a Inova tem soluções que podem te ajudar a alcançar os melhores resultados em vários momentos do seu negócio?

Para conhecer nossas soluções, clique aqui ou fale com um de nossos consultores clicando no botão abaixo.

Preencha os campos abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *