3 erros comuns na gestão financeira de uma empresa​

3 erros comuns na gestão financeira de uma empresa

Administrar uma empresa não é tarefa fácil. Quando se trata da gestão financeira, pode ser ainda mais difícil, pois inúmeros fatores podem contribuir para o sucesso ou insucesso do negócio. Evitar erros básicos não é difícil se você estiver ciente de armadilhas comuns no dia a dia do gestor. Hoje discutiremos alguns deles para que você possa evitar erros comuns cometidos por gestores nas finanças da empresa.

Neste post, você vai:

  • Aprender o que é gestão financeira;
  • Conhecer 3 erros comuns na gestão financeira de um negócio.

Para que uma empresa cresça, é fundamental que ela tenha uma boa gestão financeira. Não se trata apenas de ter um controle do que entra e sai do caixa. É preciso planejamento, uma boa estruturação e até mesmo ter estratégia de definição de preços que garantam uma boa margem de lucro. Com um bom controle, até mesmo a tomada de decisão é facilitada e feita com mais segurança. Por outro lado, há erros que podem causar impactos negativos na empresa e, em casos extremos, levá-la à falência.

Antes de tudo, vamos explicar o que é gestão financeira. Para que uma empresa alcance sucesso no longo prazo, é preciso que ela tenha processos, métodos e ações bem definidos. Isso vale tanto para a produção de produtos como para a área financeira. 

A gestão financeira nada mais é do que o gerenciamento desse conjunto de processos, métodos e ações que dizem respeito ao financeiro de uma empresa. Ao ter um bom gerenciamento de tudo isso, é possível realizar análises mais consistentes e traçar metas e planos de ação condizentes com os objetivos da organização. Nossos consultores indicaram 3 erros comumente cometidos na gestão financeira das empresas!

ERROS COMETIDOS NA GESTÃO FINANCEIRA

Para começar, um erro clássico que nem precisa contar na lista: misturar finanças empresariais com finanças pessoais. Se você já cometeu esse erro, sabe os efeitos disso. Agora vamos à lista:

1. Não ter planejamento de fluxo de caixa

A gestão do fluxo de caixa é uma parte essencial da gestão do negócio. Se você não tiver dinheiro suficiente entrando, não poderá pagar seus credores e fornecedores a tempo. Sua empresa sofrerá em termos de reputação, o que pode levar à perda de clientes, fornecedores ou colaboradores. Desse modo, um fluxo de caixa otimizado é essencial para organizar todas as informações e fazê-las trabalhar a serviço da empresa. Assim, é necessário fazer a correta categorização de receitas, custos e despesas, bem como manter essas categorias padronizadas no fluxo de caixa. Com isso, a empresa poderá dispor de relatórios e indicadores financeiros confiáveis e que permitam a tomada de decisões estratégicas.

Quer saber como alcançar os melhores resultados no seu negócio, clique aqui e conheça 3 práticas.

Segundo o Sebrae, o fluxo de caixa é uma ferramenta que serve para “apurar o saldo disponível no momento e projetar o futuro, para que exista sempre capital de giro acessível tanto para o custeio da operação da empresa (folha de pagamento, impostos, fornecedores, entre outros) quanto para o investimentos em melhorias (reforma da fachada, por exemplo)”. 

Os gestores devem sempre saber o que entra e sai e o que poderá entrar e sair do caixa da empresa. Contar com um sistema de acompanhamento e organização de receitas e despesas com certeza ajudará nesse processo. Não são raros os empresários que esperam que os problemas aconteçam, ao invés de vê-los chegar e se antecipar a eles. E isso é um erro causado também pela falta de planejamento.

2. Não ter um plano financeiro

Ter um planejamento financeiro é uma prática que elimina suposições sobre o gerenciamento das finanças e gastos da empresa e ajuda a entender as implicações de cada decisão financeira que é tomada pelo gestor. Ter um plano assertivo e que funcione para cada empresa, segundo seus objetivos e situação financeira é fundamental para garantir o sucesso do negócio hoje e no futuro. 

O primeiro passo para construir um bom plano financeiro é reunir dados sobre sua situação atual, incluindo informações sobre números de vendas e despesas (por exemplo, salários). Isso é fundamental inclusive se seu Planejamento for realizado por uma empresa terceirizada. Também se deve saber quanto dinheiro está vindo de diferentes fontes, bem como quanto dinheiro sai para vários propósitos como marketing e custos de fabricação com produtos, por exemplo. A análise desses dados mostrará o que precisa mudar – e quando – para que as coisas funcionem melhor.

O plano financeiro pode ajudar você a atingir os objetivos definidos para a empresa. Ele auxilia os gestores e a traçar o caminho rumo aos melhores resultados. Ao seguir um planejamento financeiro bem construído, a empresa pode aumentar sua rentabilidade e aumentar seu potencial de crescimento.

O Plano também ajuda empresas a superar crises. Por isso, não se deve pensar nele apenas quando as coisas vão mal nas contas. O ideal é que esse planejamento seja feito por um profissional e antes mesmo de o negócio começar. A Inova é uma empresa especializada que pode te ajudar na elaboração do seu Planejamento Financeiro. Conheça nossos serviços financeiros e melhore o desempenho do seu negócio.

3. Precificação

A maioria das receitas de uma empresa vem da venda de produtos ou dos serviços que ela presta. Adicionar 20% aos custos de aquisição ou estabelecer um preço elevado não garante lucro ao negócio. É preciso definir uma estratégia de precificação que garanta a manutenção da margem de lucro e do bom posicionamento da marca no mercado. 

Para chegar no valor ideal, é preciso planejamento e estratégias bem elaboradas, como já comentamos neste post.

A precificação deve estar alinhada ao planejamento que a empresa definiu, já que a venda de produtos e serviços é que vai gerar receita para a empresa. Isso deixa clara a importância de uma precificação correta e que evite prejuízos. 

Por isso, na Inova, no serviço de consultoria de precificação, nossos consultores sempre levam em consideração a saúde financeira da empresa, os objetivos da organização e o alinhamento ao mercado, facilitando a concretização dos objetivos do empreendedor.

Você se identificou com esses erros? Agora fica mais fácil evitá-los, não é mesmo? Mas para otimizar seus resultados no âmbito financeiro, você pode contar com as soluções da Inova. Fale com um consultor e saiba mais sobre nosso diagnóstico gratuito!

Preencha os campos abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *